Área Restrita

Login:
 
 

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 
 
 

 

Pelos motivos de viabilização da concretização do negócio, não informaremos a localização dessa unidade hospitalar até a assinatura de contrato. 

Projeto prevê construção de hospital particular
Em reunião realizada na presidência da Oscip Não Me Abandone, na manhã do dia 28 de setembro de 2012, estiveram reunidos diretores da Oscip, autoridades e uma comitiva de médicos da cidade. O objetivo da reunião foi debater um projeto de construção de um hospital particular no município.

A comitiva informou aos diretores e ao presidente da Oscip o seu interesse no empreendimento, que visa oferecer uma gama maior de serviços hospitalares à comunidade. Segundo a Oscip, o projeto estaria orçado em torno de R$ 15 milhões, devido a aquisição de uma área para a implantação do projeto.

A proposta de construção do hospital é voltada, segundo a comitiva, especialmente, para ampliar a oferta e melhorar o atendimento no município. Os médicos ressaltaram a importância deste empreendimento e se comprometeram a se engajar nesse movimento, assim como fazer parte do corpo clínico.

1 - Sumário Executivo

1.1 - Enunciado do Projeto

Este Plano de Negócio tem como objetivo apresentar os estudos de viabilidade de reabertura de unidade hospitalar a qual chamaremos de Hospital Gênesis, destinado ao atendimento médico-hospitalar, que tem seu foco em toda a região onde se localiza.
O Hospital Gênesis - HG prestará assistência sanitária a doentes nas quatro especialidades básicas (clínica médica, cirúrgica, obstétrica e pediátrica) e outros serviços médicos.
Considerado de médio porte, terá capacidade de 110 leitos.
A estrutura será de:

INSTALAÇÕES FÍSICAS:

a) Recepção;
b) Pronto-Socorro;
c) 50 Apartamentos: 70 leitos;
20 duplos = 40;
30 individuais = 30;
d) 04 Enfermarias: 40 leitos;
01 com 08 leitos = 08;
01 com 12 leitos = 12;
02 com 10 leitos = 20;
e) Anfiteatro;
f) 05 consultórios;
g) 01 consultório para ortopedia;
h) Sala de Raio-X;
i) Berçário com 15 leitos;
j) Maternidade;
l) Centro cirúrgico com três salas;
m)03 salas auxiliares;
n) Sala de parto;
o) Sala de cuidados para recém-nascido;
p) 01 sala para curativos (com dois boxes);
q) 01 sala de atendimento em observação médica (para quatro macas);
r) 01 sala de espera;
s) U.T.I. com 06 leitos;
t) Laboratório capacitado para análises clínicas e patologia;
u) Exames por imagem;
v) Complexo Administrativo (Diretoria, Administração, Faturamento, Compras, Almoxarifado,
Farmácia e Contabilidade);
x) Foyer;
z) Sala de Necropsia;
a1) Frigorífico de cadáver;
b1) Velório;
c1) Lanchonete;
d1) Câmara Frigorífica;
e1) Cozinha;
f1) Refeitório;
g1) Lavanderia;
h1) Rouparia;
i1) Oficina;
j1) 04 Depósitos;
Depósito do gás de cozinha;
Depósito geral;
Depósito de lixo hospitalar;
Depósito dos tubos de oxigênio;
l1) Casa de Máquinas;
m1) Dormitório Médico;
n1) 04 Postos de Enfermagem.

RECURSOS HUMANOS:

a) Pessoal: 201;
Auxiliares de Serviços = 21;
Administração = 10;
Serviço Social = 10;
Enfermagem = 70;
Médicos = 90.

Sua estrutura será a de um Complexo Hospitalar com pavilhões separados inicialmente identificados por letras e à posteriori por nomes através de comercialização/venda do espaço (NAMING RIGHT):

PAVILHÃO A:

a) Cozinha;
b) Câmara Frigorífica;
c) Depósitos;
d) Almoxarifado Central;
e) Velório;
f) Sala de Necropsia;
g) Frigorífico de Cadáver;
h) Lavanderia;
i) Rouparia;
j) Casa de Máquinas;
l) Estacionamento de Ambulâncias.

PAVILHÃO B:

a) U.T.I. móvel rodoviária e aérea;
b) Hospital da Criança com brinquedoteca;
c) Todas as especialidades médicas;
d) Banco de Sangue;
e) Central Telefônica;
f) Ambulâncias Simples Remoção;
g) Apartamentos e Enfermarias;
h) Centro Cirúrgico;
i) Recepção e Foyer para, inclusive expor obras de arte e instalar a sala VIP;
j) Pronto-Socorro e Emergência com boxes de observação e consultórios;
l) Sala de Ortopedia e Raio-X;
m) Berçário;
n) Maternidade;
o) U.T.I. Adulto e Neonatal;
p) Espaço Ecumênico com missas semanais;
q) Sala de Voluntários com Internet;
r) Banco de Leite.

PAVILHÃO C:

a) Clínicas;
b) Consultórios;
c) Laboratórios.

PAVILHÃO D:

a) Spa Odontológico;

PAVILÃO E:

a) Centro de Estudos, Pesquisas e Idéias;
b) Biblioteca;
c) Complexo Administrativo;
d) Fitness Center e a Ala Fisioterápica;
e) Salão de Beleza;
f) Praça de Alimentação com Wifi-Zone;
g) Floricultura;
h) Posto Bancário e Caixas de Auto-atendimento;
i) Loja de Materiais Hospitalares;
j) Plano de saúde;
l) Internação Domiciliar;
m)Loja de Conveniência;
n) OSCIP NÃO ME ABANDONE;
o) Central de Congelamento de Células-Tronco;
p) Cybercafé;
q) Auditório;
r) Farmácia Comercial com produtos diabéticos, homeopáticos, para atletas a preços populares;
s) Central de Som e Imagem;
t) Sala para sesta dos funcionários;
u) Sala dos Médicos com Wifi-Zone.

TERRAÇO:

a) Heliponto;
b) Solarium: Sala para recuperação de doentes através da musicoterapia.

1.2 - Competência dos Responsáveis

O HG terá investidores (Fundo de Investimento Imobiliário – F.I.I.), terá a Oscip Não Me Abandone como exploradora da atividade, a qual contratará empresa especializada em administração hospitalar e incorporadora para o levantamento dos pavimentos.

1.3 - Os serviços e a Tecnologia

O HG oferecerá o que há de mais moderno em equipamentos hospitalares e TI.
Exploraremos todos os serviços prestados na atividade hospitalar de baixa, média e alta complexidade, além de todos os serviços ligados à saúde, estética e beleza.

1.4 - O Mercado Potencial

O MERCADO CONSUMIDOR abrange toda a região ............... do Estado ..........., com população estimada em 6.000.000 (seis milhões) de habitantes, conforme Censo do IBGE/2010.
O MERCADO FORNECEDOR encontra-se basicamente na região sudeste do País com excelente estrutura de distribuição, facilitando a entrega de materiais e medicamentos no prazo estipulado.
O MERCADO CONCORRENTE é composto por outros hospitais privados e públicos, entretanto sem que atendam a demanda e a carência populacional devido principalmente a cinco fatores básicos que destacamos:
a) Falta de Profissionais;
b) Falta de Infra-Estrutura;
c) Falta de Marketing;
d) Falta de Recursos;
e) Falta de Interesse Político.
Devido aos elementos elencados logo acima, a população dessa região se vê obrigada a procurar por outros centros dos quais destacamos principalmente ....................... e ......................................
Mesmo com todas as dificuldades, nossa cidade goza do prestígio de ainda assim ser um pólo regional em saúde, devido basicamente pela sua localização geográfica e dos profissionais que aqui atuam e investem em clínicas próprias.

1.5 - Elementos de Diferenciação

COMPLEXO HOSPITALAR

No ramo em que atuará o HG, a gama de serviços e produtos que serão oferecidos num só local, agregado à experiência de sua diretoria, fará com que o paciente possa, num mesmo dia, agendar consultas, exames e tratamentos, economizando tempo e dinheiro, num ambiente que seja acolhedor, conforme registramos no ENUNCIADO DO PROJETO.

HOSPITAL UNIVERSITÁRIO

Um hospital de ensino. Instrumento imprescindível para a prática de atividades curriculares na área da saúde. Em sendo assim cumpriremos com os seguintes requisitos:

a) Abrigar, formalmente, atividades curriculares de internação dos estudantes de pelo menos um curso de medicina e promover ações de outros cursos na área de saúde;
b) Ter programas de residência médica regularmente credenciados pela Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM) e contemplar, no mínimo, dez vagas para o 1º. Ano;
c) Reservar, em casos de hospitais filantrópicos, pelo menos 20% de seus leitos para procedimento do SUS;
d) Garantir que professores acompanhem os estudantes de graduação e residência;
e) Ter atividades regulares de pesquisa;
f) Aderir à política nacional de humanização do SUS;
g) Instalações adequadas ao ensino, com salas de aula e recursos audiovisuais;
h) Biblioteca atualizada e especializada, locais adequados para estudos individuais e em grupo;
i) Comissões de ética em pesquisa de documentação médica e estatística e de óbitos;
j) Desenvolver atividades de vigilância epidemiológica, em hemovigilância, farmacovigilância e tecnovigilância em saúde estatística e de óbitos;
k) Dispor de programa institucional de desenvolvimento do docente por iniciativa própria ou por meio de convênio de instituição de ensino superior.

HOTELARIA HOSPITALAR

Qualquer organização tem como objetivo a sua continuidade e para isso, necessita ter lucro e ser competitiva no mercado e um hospital não foge a essa regra. Na década passada, o caminho para buscar um diferencial competitivo foi a preocupação com a qualidade do atendimento; o hospital que tinha equipamentos de ponta estava à frente dos demais.
Hoje, praticamente todos os hospitais têm acesso a essa tecnologia e foi necessário buscar um novo diferencial competitivo. Além disso, o usuário do hospital está cada vez mais exigente e não busca apenas a ciência e a tecnologia; ele quer ser bem atendido, não somente nas suas necessidades de saúde, mas também quer sentir-se bem acolhido. Nesse contexto, a hotelaria hospitalar pode proporcionar um ambiente acolhedor e agradável, que transmita ao cliente segurança e bem estar, transformando o local frio e assustador, característico da imagem que o cliente geralmente tem do hospital.
O objetivo da hotelaria deve causar um impacto positivo no cliente e família que o acompanha, fazendo com que se sintam bem vindos, desde o momento em que chegam ao hospital até o momento em que retornam para a sua residência. Para alcançar essa transformação, o hospital deve buscar no hotel ideias que possam ser adaptadas, partindo do princípio de que ambas as organizações hospedem o cliente.
O hóspede é a pessoa que está fora de seu domicílio e necessita de abrigo e alimentação; o cliente do hospital, além de ter também essas mesmas necessidades, está buscando um produto muito específico, que é o atendimento aos seus problemas de saúde. Portanto, embora hóspedes, os clientes têm objetivos diferentes ao buscar o hotel e o hospital.
O hospital tem como funções o tratamento, a prevenção da doença, a promoção da saúde, a reabilitação, o ensino e a pesquisa, mas não era sua principal preocupação fornecer um ambiente hospitaleiro e acolhedor. O importante era que o paciente recebesse o tratamento adequado em um ambiente limpo, branco e impessoal e que os profissionais que o atendessem, em especial o médico, fossem competentes.
Para implantar o serviço de hotelaria, o hospital precisa repensar a sua cultura, ou seja, o conjunto de crenças e valores que são compartilhados pelos colaboradores e que influenciam o seu comportamento.
É fundamental que a administração central esteja envolvida nessa implantação, pois todos os profissionais, desde os médicos até o responsável pelo estacionamento, precisam ter a sua atenção focada no cliente.
A estrutura organizacional da hotelaria é constituída por vários serviços, que podem ser mais ou menos complexos, de acordo com o tamanho do hospital e a qualidade da hospitalidade que deseja oferecer à clientela. A hospitalidade no hospital deve ser entendida como um processo de agregar o cliente ao ambiente, buscando fazer com que ele se sinta como se estivesse em sua casa, ou seja, à vontade.
Para que isso ocorra, todos os profissionais precisam entender a nova filosofia e, além disto, é imprescindível que trabalhem satisfeitos com o que fazem, pois não se pode esperar que profissionais desmotivados atendam bem o cliente. De modo geral, a hotelaria hospitalar é constituída por vários setores/serviços como a governança, que compreende os serviços de limpeza, camararia, lavanderia e rouparia.
A recepção, loja de conveniência, a floricultura, o estacionamento, o setor de segurança,, a manutenção, o restaurante e lanchonete, são outras importantes áreas da hotelaria. A unidade de nutrição e dietética agrega um enorme valor à qualidade de assistência ao cliente, pois além de oferecer uma alimentação específica para as necessidades atuais do cliente, proporciona uma refeição saborosa, com uma aparência que estimula o apetite, permitindo ao cliente a opção de cardápios variados.
Este serviço veio quebrar um antigo paradigma de que comida ruim era sinônimo de comida de hospital. Quem está hospitalizado precisa manter-se em contato com o mundo lá fora e, mais do que nunca, precisa manter sua auto-estima elevada, o que contribui para a sua recuperação. Por isso, a hotelaria deve trazer para o hospital serviços diferenciados, tais como cabeleireiro, manicure, possibilidade de uso de computador e Internet e opções de lazer como cinema, televisão, música, brinquedoteca para crianças, exposição de arte, etc.
A criatividade na hotelaria é ilimitada, desde que seja usada de forma compatível com o cliente e as possibilidades do hospital. Essa preocupação com a hotelaria pode parecer, à primeira vista, mais fácil de implantar em hospitais privados e muito mais difícil em hospitais públicos, o que não é verdadeiro. É fundamental que se considere que a hotelaria envolve uma filosofia de hospitalidade, ou seja, de receber bem as pessoas e isto é possível em qualquer hospital, desde que os profissionais queiram fazê-lo.
Não é a estrutura física do hospital que, sozinha, vai produzir impacto positivo no cliente e sim a forma como os profissionais fazem o atendimento. A preocupação com as dificuldades enfrentadas pelos clientes do SUS fez o Ministério da Saúde buscar um Programa de Humanização da Assistência Hospitalar, com a publicação de um manual com as normas que deveriam ser implantadas.
Alguns hospitais da rede pública já conseguiram mudanças significativas nessa área e os seus clientes estão sendo cuidados de forma humanizada, pois se sentem bem acolhidos quando procuram atendimento à sua saúde. A hotelaria hospitalar não pode ser sinônimo de luxo, mas deve significar o recebimento de pessoas de forma humanizada, acolhedora, em um ambiente limpo, agradável, colorido, onde profissionais da saúde tenham estímulo para demonstrar toda sua competência, ou seja, seu conhecimento científico, suas habilidades em executar os cuidados técnicos e em relacionar-se com os clientes a quem prestam atendimento.

RESPONSABILIDADE SOCIAL

O HG atenderá gratuitamente a orfanatos e asilos de toda região ................. Serão mantidos cadastros e acompanhamentos específicos para regularizar esse plano de ação através da Oscip Não Me Abandone.

OUTROS ELEMENTOS DE DIFERENCIAÇÃO:

* U.T.I. NO AR;
* FINANCEIRA/FACTORING PRÓPRIA
(EMPRÉSTIMOS A JUROS BAIXOS E DESCONTO DE CHEQUES);
* PLANO DE SAÚDE;
* SHOW BENEFICENTE;
* MARKETING CORPORATIVO;
* SPA ODONTOLÓGICO;
* CLÍNICA DE BELEZA;
* CLÍNICAS, CONSULTÓRIOS E LABORATÓRIOS NO HOSPITAL;
* FITNESS CENTER;
* CENTRO DE ESTUDOS, PESQUISA E IDÉIAS;
* SALÃO DE BELEZA;
* PRAÇA DE ALIMENTAÇÃO;
* LOJA DE CONVENIÊNCIA;
* POSTO BANCÁRIO E CAIXAS DE AUTO-ATENDIMENTO;
* CYBERCAFÉ;
* LOJA DE MATERIAIS HOSPITALARES;
* FLORICULTURA;
* CENTRAL DE CONGELAMENTO DE CÉLULAS-TRONCO;
* FARMÁCIA COMERCIAL;
* RASPADINHA DE SERVIÇOS DO HG;
* CARTÃO VIP COM DESCONTOS NO HG E PARCEIROS;
* ABONO EM DINHEIRO APÓS CONCLUSÃO DE PROJETO BEM-SUCEDIDO (EXTENSIVO A TODO CORPO MÉDICO E FUNCIONAL);
* PLANO DE BONIFICAÇÃO BASEADO NA PRODUTIVIDADE, PAGO EM ESPÉCIE (EXTENSIVO A TODO CORPO MÉDICO E FUNCIONAL);
* INTERLIGAÇÃO C/ LABORATÓRIOS POR VIA ELETRÔNICA;
* SOFTWARE INTEGRADO AO HOSPITAL COM RECURSOS COMO CONTROLE DE MEDICAÇÃO;
* PRESCRIÇÃO MÉDICA POR VIA ELETRÔNICA;
* MEDICINA BASEADA EM EVIDÊNCIA;
* AGENDAMENTO DE CONSULTAS E DE EXAMES NO CENTRO DE DIAGNÓSTICO E TERAPIA POR VIA ELETRÔNICA;
* RESERVA DE SALAS CIRÚRGICAS POR VIA ELETRÔNICA;
* CONTROLE DE CUSTOS POR VIA ELETRÔNICA;
* SEGURANÇA INTERNA;
* CENTRAL DE SOM E IMAGEM;
* CLUBE DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO;
* OSCIP NÃO ME ABANDONE;
* EQUIPES ESPORTIVAS MASCULINAS E FEMININAS.

1.6 - Previsão de Vendas

O faturamento bruto do HG deverá girar em torno de R$ 3.000.000,00 (três milhões de reais)/mês no primeiro ano e atingir a cifra de R$ 8.000.000,00 (oito milhões de reais)/mês no segundo. Com todos os serviços, conforto e segurança, o HG poderá oferecer o plano de saúde mais barato da região, principalmente para idosos, ganhando no volume sem perder a qualidade.
Segundo dados do IBGE, existem hoje, seis milhões de pessoas residindo no sul e sudoeste do Estado ..................., que sofrem com a qualidade e oferta de serviços médico-hospitalares, obrigando-os, inclusive a deslocar-se para outros centros ou outras alternativas de cura.

1.7 - Rentabilidade e Projeções Financeiras

Os custos operacionais extremamente reduzidos do HG apontam para uma excelente projeção de resultados e alta rentabilidade, como pode ser comprovada pelas demonstrações de resultados e fluxo de caixa do Plano Financeiro.

1.8 - Necessidades de Financiamento

Os investimentos iniciais no HG serão de R$ 15.000.000,00 (quinze milhões de reais) - dos quais R$ 6.000.00,00 (seis milhões de reais) serão para construção e ampliação, conforme planilha anexa.

2 - A Empresa

O melhor para médicos e pacientes.
O HG será o lugar mais propício para o médico exercer a profissão em benefício do paciente/cliente. Serão oferecidos equipamentos de última geração, infraestrutura, integração médica e informação, além de segurança e conforto. O médico poderá suprir suas necessidades de informações, exercícios físicos, alimentação e saúde dentro do Complexo Hospitalar, frequentando o Centro de Estudos, Pesquisas e Ideias, o Fitness Center e a Praça de Alimentação - que terá refeições balanceadas por nutricionistas. Geradores próprios garantirão o funcionamento de todo o Complexo mesmo com interrupção de fornecimento de energia.
O Módulo de Consultórios oferecerá uma variedade de serviços diferenciados. A Intranet dará acesso imediato a informações sobre os pacientes, seus exames, imagens e dados de acompanhamento clínico. Estarão disponíveis ainda outros serviços, além dos já propalados neste Plano de Negócios:
* Comunicação por Pagers;
* Videoconferências;
* Segurança interna com acessos controlados.

O módulo de Internação terá estrutura ideal para o médico acompanhar o paciente. Contará com um sistema eletrônico de controle do paciente e central de enfermagem equipada com sistema de transporte de medicamentos a vácuo. O módulo de Diagnóstico e Terapia terá equipamentos de última geração em medicina nuclear, pronto atendimento, centro de diagnóstico por imagens avançado, métodos gráficos, centro cirúrgico e UTI.

Consultórios

Os consultórios do HG serão desenhados para atender as necessidades do médico de forma completa e integrar seu trabalho a uma gama de serviços complementares, sem exigir o deslocamento do paciente. Os consultórios estarão concentrados em uma área reservada, com entrada independente. Ao mesmo tempo, contarão com toda a infra-estrutura do Complexo Hospitalar.
Haverá sistema de comunicação para acompanhar seus pacientes internados e os que realizam exames no centro de diagnósticos, além de usá-lo para comunicação com outros médicos e para monitorar ao histórico de seus pacientes sem sair de seus consultórios.
Os médicos com consultórios no HG poderão ampliar sua carteira de clientes graças à integração com o Complexo Hospitalar. A central de informações estará apta a oferecer ao cliente informações sobre médicos e apta a marcar consultas on-line, por meio da Internet.
Um dos diferenciais que o HG terá a oferecer é um software de gestão de sistemas clínicos e administrativos. Esse sistema facilitará as auditorias dos planos de saúde. Ao final de cada internação, os planos de saúde enviam um auditor ao hospital para verificação dos dados lançados na conta do plano. A verificação através da leitura dos prontuários médicos é um processo custoso para os planos. Com esse novo sistema, os dados dos pacientes estarão no computador, facilitando as auditorias dos planos, diminuindo o custo operacional.
Os planos de saúde terão vantagens econômicas também na redução de números de exames desnecessários, facilitando o trabalho dos médicos, pois através dos sistemas de armazenamento de dados e imagens de exames (Picture Archiving and Communication) - PAC - os médicos poderão consultar on-line documentos de pacientes realizados anteriormente. Este procedimento evita a duplicação de exames em curto espaço de tempo.

2.1 - A Missão

Atender as necessidades de saúde;
Melhoria da qualidade de vida;
Estabelecer uma relação de fidelidade;
Proporcionar segurança e conforto;
Ajudar a salvar vidas;
Zelar pelo moral e pela ética.

2.2 - Os Objetivos da Empresa

OBJETIVO: ter credibilidade, eficiência e a liderança do mercado hospitalar.

META: 2014 - aumentar o faturamento da empresa em 100%.

2015 - aumentar o faturamento em 200% em comparação a 2013 através da implantação dos novos serviços, assumindo a liderança de mercado;

ESTRATÉGIA: Desenvolver ações de marketing; lançar novos produtos e serviços; reduzir custos;
implementar a hotelaria hospitalar; firmar convênios; investir em tecnologia;
investir em pessoal qualificado; implantar o plano de bonificações e outros incentivos; estimular a pesquisa e as ideias; inserir os Elementos de diferenciação elencados no tópico de mesmo nome.

2.2.1 - Situação Planejada Desejada

O HG pretende crescer consistentemente, construindo uma sólida rede de clientes e principalmente de fornecedores. A organização da empresa permanecerá sempre simples, com estações de trabalho descentralizadas e, inclusive, colaboradores sem vínculo empregatício, permitindo uma estrutura de custos mínimos.
A assistência pós-atendimento ao cliente, o atendimento personalizado, a agilidade, a garantia da qualidade estarão entre as prioridades estratégicas da empresa.

2.2.2 - O Foco

O foco do HG é todo o Estado ......................... inicialmente, e a longo prazo Estados vizinhos.

2.3 - Estrutura Organizacional e Legal

* Conselho de Administração;
* Diretoria;
* Administração;
* Médicos;
* Colaboradores.

2.3.1 - Descrição Legal

O HG será constituído como Oscip.

2.3.2 - Estrutura Hierárquica

O HG terá uma estrutura administrativa descentralizada, visando maior agilidade em suas ações em benefício da qualidade no atendimento aos usuários e funcionamento perfeito de suas instalações.
O acompanhamento e avaliação ficarão por conta da empresa gestora que por sua vez será avaliada pelo presidente da organização.

2.4 - Equipe Dirigente

A equipe dirigente será contratada levando-se em consideração o mais alto padrão de profissionalismo exigido no mercado, excetuando-se o presidente que será o investidor/idealizador do projeto.
A princípio estaremos contratando uma empresa de administração hospitalar, conceituada no País, a qual nos ajudará na formação de toda a equipe em conjunto com o setor de RH, dando caráter absolutamente profissional.

2.5 - Plano de Operações

Nosso Plano de Operações será explicado através de manuais de normas e rotinas específicos para cada setor.

2.5.1 - Administração e Gestão Empresarial

Temos duas gestoras hospitalar: Gestal e São Camilo, ambas com credencial, em nível de País, para atuar no HG. Das duas, uma será a administradora da nossa unidade após verificarmos as propostas de trabalho que solicitaremos.
O tipo de atividade do HG permite que as suas operações sejam acompanhadas por um roteiro de trabalho onde prepara como também serve de pesquisa para os colaboradores. As instalações estarão sempre prontas para o atendimento dos clientes 365 dias por ano.
A forma de trabalho permitirá que as decisões sejam descentralizadas até um limite pré-determinado de alçadas, visando a agilidade nos processos e atendimento aos usuários.
Nossos colaboradores obedecerão a uma escala hierárquica da empresa reportando-se aos encarregados de seus respectivos setores e assim sucessivamente.
A preocupação do HG em colocar à disposição dos seus colaboradores e médicos, máquinas e equipamentos que acelerem sua produtividade, refletirá no bom atendimento aos usuários, além de ganhar tempo com a mão de obra empregando-a com maior qualificação.
Todos os processos da empresa serão controlados por sistemas de TI.

2.5.2 - Comercial

A atitude comercial do HG estará baseada em levantamentos e ações de marketing específicas.

2.5.3 - Controle de Qualidade

A qualidade é questão de vida ou morte para qualquer hospital e no HG não será diferente. Tomaremos o cuidado de oferecer aos nossos usuários, serviços que atendam suas necessidades de saúde, conforto, higiene e segurança.
Além disso, estaremos associando o HG à FBH - Federação Brasileira de Hospitais, ANAHP - Associação Nacional de Hospitais Privados, ONA - Organização Nacional de Acreditação, para pleitear certificados de acreditação hospitalar.

2.5.4 - Terceirização

A terceirização por já ser tendência mundial fará parte da nossa estratégia, visando redução de custos e ampliação da qualidade. Os setores que serão terceirizados serão:
* Jardinagem;
* Segurança;
* Enfermagem;
* Auxiliares no atendimento médico;
* Auxiliares de administração;
* Camararia;
* Rouparia;
* Lavanderia;
* Manutenção predial e de equipamentos;
* Cozinha;
* Almoxarifado;
* Brinquedoteca;
* Central Telefônica;
* Motoristas das ambulâncias;
* Pessoal da recepção;
* Biblioteca;
* Centro de Estudos, Pesquisas e Idéias;
* Fitness Center;
* Praça de Alimentação;
* Floricultura;
* Plano de Saúde;
* Internação Domiciliar;
* Central de Som e Imagem;
* Farmácia Comercial;
* Loja de Conveniências;
* Cybercafé;
* OSCIP.

O Posto Bancário; Spa Odontológico; Consultórios e Clínicas; Loja de Materiais Hospitalares; Laboratórios; Clínica de Estética e Massagens; Clínica de Oncologia e Salão de Beleza serão alugados espaços para exploração dessas atividades.

2.6 - As Parcerias

As parcerias do HG serão representadas pela sua vasta rede de fornecedores e por empresas do ramo de atividades complementares e por todas as empresas e instituições preocupadas com a responsabilidade social.
Podemos destacar o amplo interesse dos clubes de serviços e da comunidade.
Em nossa planilha financeira colocamos valores em serviços e equipamentos que certamente substituiremos pelo voluntariado e doações em campanha específica para limpeza e reativação da unidade hospitalar, através de instituições; ONG internacional, órgãos governamentais, iniciativa privada e voluntários comunitários cadastrados.

3 - O Plano de Marketing

Como nossa administração será profissionalizada, também contrataremos uma Agência de Propaganda e Marketing para orientar nosso diretor da área na execução estratégica estabelecida.

3.1 - Análise de Mercado

A análise de mercado é de fundamental importância no alcance do sucesso de um negócio. Os elementos fornecidos pelo estudo de mercado é que auxiliarão na determinação de preços de venda, canais de distribuição a serem adotados, a formação de estoques, descontos oferecidos e quantidade disponibilizada do bem, tendo em vista previsões de demanda.
Através da análise de mercado, é possível traçar o perfil dos consumidores, permitindo o oferecimento de produtos adequados a eles, cujos benefícios supram suas necessidades e desejos. Além disso, o estudo mercadológico possibilita maior entendimento do ambiente no qual o hospital está inserido, bem como das variáveis que interferem no desempenho organizacional.
A análise de mercado contemplará os itens abaixo relacionados, trazendo informações que identifiquem as oportunidades e as ameaças relacionadas ao produto.
Com o Estudo de Viabilidade Econômica que realizamos, já conseguimos identificar algumas informações vitais para a criação do HG.

3.1.1 - O Setor

O setor de atuação do HG encontra-se em constante expansão. As oportunidades de novos negócios tanto no atendimento ao cliente quanto nas parcerias com grandes empresas existentes ou chegantes em nossa cidade, fazem um mercado crescente, haja vista a grande necessidade de qualidade no atendimento médico-hospitalar.
Com a grande tendência na busca pela melhor qualidade de vida, principalmente no combate ao stress, fazem com que pessoas/famílias procurem lugares seguros e com excelente qualidade no atendimento.

3.1.1.1 - Oportunidades e Ameaças

As oportunidades são representadas pela globalização, pela presença das PME´s no comércio e prestação de serviços.
Os hospitais da nossa região encontram-se em estado de falência.
As ameaças decorrem da própria globalização que se encontra disponível para qualquer empresa que busque na administração profissional e moderna a saída para seus problemas financeiros.

3.1.2 - A Clientela

De acordo com nossa pesquisa, embasada pelo IBGE, existem cerca de 6.000.000 (seis milhões) de habitantes nas regiões sul e sudoeste do Estado .......................... Deste total, um percentual com poder aquisitivo acima da média, busca outros centros de saúde para seus respectivos tratamentos - pelos motivos apresentados em tópicos anteriores - e a grande maioria se desloca até a nossa cidade por se tratar de pólo regional de saúde.

3.1.2.1 - Segmentação

Nossa pesquisa detectou claramente qual é o nosso público-alvo além de informar seu tamanho, o que nos proporciona definir a quantidade dos pagantes nos diversos serviços agregados na unidade hospitalar.
Conforme o tópico Elementos de Diferenciação, estaremos diversificando os serviços prestados por um hospital com a finalidade de oferecer num só local todos os serviços voltados à saúde. E por ter um fluxo intenso de pessoas em nossas dependências, estruturamos o HG para oferecer também outros serviços como, por exemplo: Posto Bancário, Loja de Conveniências, Farmácia Comercial, Financeira entre outros.

3.1.3 - A Concorrência

Com a pesquisa realizada em nosso segmento, detectamos todos os concorrentes, seus serviços e qualidades.
Podemos então visualizar seus pontos fortes e fracos e definir nossos diferenciais.
Nossos concorrentes não tem definido seu plano de marketing e por conta disso não podem definir seu plano estratégico além de estarem com a imagem distorcida pelas péssimas administrações dos últimos 30 anos, senão vejamos:

SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE .................. (Filantrópico) - Complexo com os Hospitais ........................., ............................... (arrendamento) e ............................. A Santa Casa de Misericórdia de ............................ administra uma dívida em torno de R$ 30.000.000,00 (trinta milhões de reais) e um déficit mensal de R$ 200.000,00 (duzentos mil reais).

HOSPITAL .................. (Privado) - Fechado desde janeiro de 2004. Funcionando apenas a clínica ortopédica no térreo, seus proprietários decidiram ampliar a clínica com aquisição de equipamentos e mão de obra.

HOSPITAL ....................................... (Psiquiátrico) - Funcionamento precário e atendimento apenas aos doentes mentais.

HOSPITAL ............................................................. (Público) - Atualmente sucateado, sem medicamentos, sem insumos, com salários atrasados. Atende a 102 municípios através de pactuação de forma precária e com sérios problemas de arrecadação pelo não cumprimento do convênio com as prefeituras.

MATERNIDADE ...................................... (Fundação) - Bem estruturado, com passivo aceitável, funciona sem maiores problemas atendendo a comunidade regional também através da pactuação da municipalização plena. Sua maior dificuldade é com os créditos que possue na prefeitura local.

HOSPITAL .......................... (Privado) - Hospital infantil, também atende ao SUS. Encontra-se em sérias dificuldades financeiras e de sucessão, pois seus proprietários estão com idade avançada e seus herdeiros naturais não despertaram interesses (pois são de outra atividade profissional) em seguir com o negócio. Os sócios do referido hospital já o colocaram a nossa disposição caso haja interesse da nossa parte.

DIVERSAS CLÍNICAS (Privadas) - São clínicas odontológicas, oftalmológicas (inclusive Day Hospital), de beleza e estética, ortopédicas, oncológicas e demais especialidades, visando a popularidade de seus planos próprios para avolumar receitas. Espalhadas por toda a cidade.

DIVERSOS LABORATÓRIOS (Privados) - São laboratórios pequenos que poderão fazer parte do HG, pois também estão espalhados por vários pontos na cidade.

3.1.4 - Fornecedores

Os fornecedores do HG são constituídos por pessoas físicas, pequenas empresas situadas na região de atuação do hospital, distribuidores e fábricas de empresas localizadas no sudeste e sul do País.

3.2 - Estratégia de Marketing

O HG não será apenas um hospital. Será um Complexo Hospitalar com outros serviços distintos ao da saúde, agregados para melhor servir os clientes e todo o corpo funcional.
Nosso foco de cobertura é o segmento da saúde, para o qual planejamos a estrutura física, os novos produtos e serviços e a nova mentalidade de cuidar da saúde dos nossos clientes.
O tempo estimado para captar essa parte do mercado gira em torno de 03 anos.
A prova de valor desse novo produto será feita na sua aplicação prática, pois a praticidade de ter e fazer tudo relacionado na área da saúde num só lugar, certamente fará do Complexo Hospitalar um empreendimento de sucesso.
Nossa estratégia de marketing tornará possível o posicionamento do produto no mercado de forma a salientar seus benefícios para o cliente.
A estratégia de marketing irá contemplar os tópicos seguintes.

3.2.1 - Os Serviços

Os serviços do HG, além do atendimento médico-hospitalar, estão relacionados no tópico Elementos de Diferenciação.

3.2.1.1 - A Tecnologia e o Ciclo de Vida

O HG é uma organização baseada em conhecimento científico, que utiliza intensivamente os recursos da tecnologia em todos os seus processos: divulgação, vendas, contratação, operação, prestação de serviço, assistência ao cliente, cobrança, etc.

3.2.1.2 - Vantagens Competitivas

O HG apresentará muitas vantagens em relação aos concorrentes, tais como a implantação do Complexo Hospitalar e todos os seus serviços, abordadas em tópicos anteriores.

3.2.1.3 - Planos de Pesquisa e Desenvolvimento

O HG pretende estar em constante desenvolvimento tecnológico e interpessoal, para manter-se à frente da concorrência, prestando com isso um excelente atendimento ao seu cliente.
Portanto, manterá uma diretoria exclusiva para essas áreas de sustentação, buscando nos lançamentos uma constante atualização em seus equipamentos, procedimentos e processos.
Uma prova disso é a criação do Centro de Estudos, Pesquisas e Ideias e a Central de Células-Tronco.

3.2.2 - Preço

Os preços praticados no HG serão de acordo com tabelas regulamentadas pelo Ministério da Saúde, leis de mercado e a lei da oferta e procura.

3.2.3 - Distribuição

Os serviços serão executados diretamente ao cliente, haja vista, tratar-se de saúde pessoal.

3.2.4 - Promoção e Publicidade

A divulgação dos serviços do HG será feita por todos os meios de comunicação existentes, sempre com o devido acompanhamento de profissionais da área, colhendo informações necessárias na busca pela identificação/localização do cliente, suas necessidades e sua satisfação.

3.2.5 - Serviços ao Cliente (de venda e pós-venda)

O HG manterá mecanismo de aferição do grau de satisfação do cliente, através de questionários estruturados e distribuídos aos clientes.
Além do pronto-atendimento, o cliente poderá contar com os programas de prevenção e manutenção da saúde, elementos estes de vital importância para o cliente e para o plano de saúde hospitalar do HG.

3.2.6 - Relacionamento com os Clientes

Através de mecanismos de coleta de feedback, o HG estará em constante comunicação com os seus clientes, apresentando a evolução do portfólio de clientes e serviços, fazendo-se presente em ações de responsabilidade social, feiras, congressos, seminários, palestras, entre outros eventos pertinentes, colhendo também, informações sobre o seu desempenho.
Lançamento do Fundo de Investimento Imobiliário (F.I.I.) onde a Oscip deixará de ser proprietária do imóvel em detrimento dos investidores, contudo firmará contrato de exploração do imóvel para sua atividade fim, livrando-se, com isso, das despesas de manutenção do imóvel e pagando um aluguel no valor de 8% das suas receitas ou valor de acordo com o mercado imobiliário (o qual for maior), plano esse já adotado por alguns hospitais no país resultando em uma nova formatação e auto-sustentação hospitalar.

4 - Plano Financeiro

Conforme planilha que será divulgada à posteriori.

PLANO DE COTAS:

> 150.000 COTAS emitidas em 25 meses (25 emissões)
> 150.000 COTAS : 25 meses = 6.000 COTAS por emissão/mês
>      6.000 COTAS X R$ 100,00 (valor de cada cota) = R$ 600.000,00 X 25 (meses) = R$ 15.000.000,00 (Quinze milhões de reais)

> COMPRA MÍNIMA DE COTAS = 25 cotas
> 25 COTAS = 25 X R$ 100,00 = R$ 2.500,00
> PLANO A - Dividiremos esse valor de R$ 2.500,00 em 25 meses = 2.500,00 : 25 (meses) = R$ 100,00/mês
> Vantagens:
    1- Rendimentos: aluguel do prédio (dividido entre os cotistas);
    2- Desconto no atendimento médico;
    3- Desconto nos atos cirúrgicos;
    4- Desconto na aquisição de medicamentos;
    5- Tratamento diferenciado no hospital (Cartão VIP);
    6- Desconto no Plano de Saúde;
    7- Estacionamento grátis;
    8- Preferência na reserva de consultas e exames;
    9- Desconto nas internações.

Os demais planos serão divulgados à posteriori.


 

 
 
 
 
Página inicial Fale Conosco Webmail